Sessão Comemorativa do 79º Aniversário do CCL

O Salão Nobre da Sede Social do CCL foi novamente pequeno para acolher todos os convidados, sócios e amigos para mais uma sessão solene comemorativa de aniversário do CCL. Já se passaram 79 anos desde que um grupo de amigos decidiu lançar um arrojado projecto associativo que veio a dar origem ao actual Clube de Campismo de Lisboa. São quase quatro décadas de trabalho constante em busca dos ideais do movimento campista, mas também de muita festa e companheirismo como só os campistas são capazes de proporcionar.

Depois de composta a mesa de honra, mui nobremente representada pelo Presidente do Conselho Directivo, companheiro Luís Duarte, a Presidente da Mesa da Assembleia Geral, companheira Teresa Campos, Presidente da Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal, companheiro João Queiroz e pelos sócios de mérito do CCL, companheiro Justino Valente (sócio Nº 80) e companheiro Luís Santos (sócio Nº 30015), deu início à Sessão a Presidente da Mesa da Assembleia Geral, companheira Teresa Campos.

Após a entrega dos diplomas aos sócios com 50 anos de filiação ininterrupta ao Clube, foram entregues singelas lembranças aos Clubes, Associações e individualidades que nos deram a honra da sua presença e a nós se juntaram nesta comemoração do 79º Aniversário do Clube. Foi com interesse que ouvimos os mais de vinte discursos improvisados, onde foram abordados temas como: a importância do poder local para o não fechamento do Parque de Almornos em 2002, os mais recentes desenvolvimentos entre o Programa Polis e os parques de campismo (CCL Costa Nova, CCCA e Piedense) dessa área urbana, tendo em conta que estes querem ser parte da solução da erosão da faixa costeira e influência das alterações climáticas nessa zona; as novas perspectivas para o futuro do campismo em Portugal tal como o conhecemos ou ainda o papel do campismo na área da economia circular e sustentável.

 

Chegado o momento dos discursos da mesa de honra, o primeiro a usar da palavra foi o Presidente do Conselho Directivo, companheiro Luís Duarte. No seu discurso abordou temas como a importância da Responsabilidade Social e da Economia Sustentável no campismo, a estreita ligação presente entre o campismo e as necessidades ambientais mais prementes, nomeadamente a aplicação da política dos 5 R’s (Reduzir, Reutilizar, Reciclar, Recuperar e Renovar) ou a dinamização dos parques CCL. Depois de ouvidas as palavras dos restantes elementos da mesa de honra, coube à Presidente da Mesa da Assembleia Geral, companheira Teresa Campos, fazer o discurso final. Com um discurso curto mas bastante incisivo, foi focada uma problemática cada vez mais importante no movimento campista nacional – o seu futuro. Refletindo um pouco sobre a identidade e os valores do CCL e da sociedade em geral foram deixadas no ar algumas perguntas tão importantes como: Onde Estamos? Para onde Vamos? O campismo tem vindo a ganhar importância? Ter mais associados é sinónimo de um maior engrandecimento do campismo? Qual o balanço das últimas décadas? Questões como estas devem estar na agenda de todos os campistas, numa década de mudanças.

Depois de encerrada a sessão, todos os presentes foram convidados a dirigirem-se ao jardim para o já tradicional beberete onde todos os presentes tiveram oportunidade de conviver descontraidamente, bem ao espírito campista.