A ÁGUA NA HISTÓRIA DO HOMEM Imprimir e-mail
agua.jpg
A água sempre foi utilizada pelos seres humanos como recurso, seja para o próprio consumo ou fonte de alimentos. O estabelecimento de um grupo de pessoas em um local era determinado em grande parte pela presença de água nas proximidades. È por isso que algumas cidades, nasceram nas  margens dos rios que lhe forneciam água para beber e fazer a sua higiene, o peixe para fazer a alimentação, servindo também como meio de transporte das suas produções.


O avanço da tecnologia possibilitou a utilização da água, em grande quantidade, para a produção de energia eléctrica nas centrais  hidroeléctricas, isso quando o homem percebeu que as quedas de água possuíam energia potencial para movimentar as turbinas das centrais  eléctricas, surgiram as barragens para guardar as águas dos rios e canalizar todo o fluxo de água, além de formar potentes quedas de águas. E para a irrigação de grandes áreas agrícolas aprendeu-se a desviar os cursos de rios e foram construídos grandes açudes.
 
A água é um dos recursos naturais mais utilizados pela humanidade. A água potável é aquela que na linguagem comum chamamos de água pura e que, para ser bebida por nós, deve ser clara, fresca e inodora. È água livre de materiais tóxicos e microrganismos prejudiciais a nossa saúde.

A água potável é encontrada em pequena quantidade em nosso planeta, e não está disponível infinitamente. Por ser um recurso limitado, seu consumo deve ser planeado.

O planeamento da utilização dos recursos hídricos deve ser adequado às características do manancial e às diversas finalidades a que se destina a água. É importante que se garanta água em quantidade suficiente e qualidade recomendável aos diversos tipos de consumo.

A interferência humana pode provocar alterações sérias no delicado equilíbrio ambiental de nosso planeta. Daí a necessidade de conhecimento, de planeamento e de consciencialização  antes de serem executadas obras e outras actividades que posam interferir na natureza.

A água pode conter barro, areia, e outras impurezas que naturalmente estão presentes nela e não a torna imprópria para o consumo. O perigo está nas impurezas que a tornam imprópria para o consumo, isto é, que torna a água poluída, contaminada com produtos químicos tóxicos ou com microrganismos.

Para isso existem tratamentos para evitar que a água que  bebemos esteja contaminada.

Fonte: site https://www.turbilhaofrescura.pt