80 Anos Imprimir e-mail

80 Anos 

80º Aniversário do CCL

11/01/1941 a 11/01/2021


O CLUBE DE CAMPISMO DE LISBOA está em Festa!

Prezados Companheiros que fazem parte deste projeto com 80 anos de existência, tal como nós, presentemente dirigentes, estão, certamente, inconformados com o grave problema de saúde que a todos afeta, impedindo assim a realização dos eventos que se impunham para a comemoração de tão importante data na vida do nosso Clube, particularmente, a Sessão Solene.

Mesmo com a ausência de tais eventos é fundamental assinalar esta data com o respeito e dignidade que merece, pois a memória e reconhecimento coletivo pelo nosso Clube, a sua génese, os seus obreiros, as suas dificuldades e sucessos, fazem parte do património individual de cada associado.

Apresentamos, por isso, uma BREVE HISTÓRIA DE UM CLUBE COM 80 ANOS.

Foi ainda em 1940, quando em Portugal e no resto da Europa se sofriam as consequências da II Guerra Mundial um grupo de cidadãos lisboetas, animados pelos mesmos ideais, lançaram um arrojado projecto associativo que veio a constituir-se como alicerce do Movimento Campista.

Contornando o espartilho com que o Estado Novo premiava os cidadãos mais inconformados e empreendedores, 21 Lisboetas, amantes do Campismo reuniram-se na sede do Ateneu Comercial de Lisboa em 11 de Janeiro de 1941, e lavraram em acta:
“… a necessidade da organização de um Clube de Campismo que, junto das entidades oficiais, trabalhe pela divulgação do campismo, como Desporto, procurando obter os maiores benefícios para os campistas …”.

E é aqui que nasce a História do CCL, fundindo-se, também, com o nascimento do Campismo Associativo Desportivo em Portugal.

Julgamos pois, oportuno recordar os traços mais marcantes do percurso histórico do nosso Clube:

  • Ainda no ano de 1941 o Clube Nacional de Campismo organiza o seu 1º acampamento na Quinta da Fronteira em Belas.
  • No ano seguinte, - 1942 - a 29 de Junho realiza-se, já na primeira Sede do Clube, na Rua da Palma, 116-1º (Clube dos Caçadores) a 1ª reunião do Conselho Geral
  • Em 12 e 13 de Julho de 1943 realiza-se na Quinta de Santo António, em Rio de Mouro, um grande acampamento, integrado nas “Jornadas Desportivas” da iniciativa do “Diário de Notícias”.
  • Em Julho desse mesmo ano (1943), monta-se a I Exposição Nacional de Campismo na Casa do Alentejo e mais tarde no Porto na Escola de Belas Artes.
  • Em 1944 o Conselho de Propaganda do Clube Nacional de Campismo lança uma vasta campanha a que dá o nome de “mensagem campista” com vista à organização e unificação do Movimento, que culminará em Julho com a realização simultânea em todo o país de uma série de acampamentos populares, em cujos “Fogos de Campo” à mesma hora, era lida a “mensagem” convidando a juventude campista à Alegria, ao Companheirismo, à Solidariedade e fazendo votos pela Paz no Mundo, então ensanguentado pela II Guerra Mundial, que só findaria no ano seguinte.
  • Ainda em 1944, (Dezembro) obtém-se a cedência do Forte do Guincho onde é instalada a primeira “casa-abrigo” do Clube.
  • Em 1945 a 6 de Fevereiro, é fundada a Federação Portuguesa de Campismo, sendo o Clube Nacional de Campismo o seu sócio fundador, juntamente com outros onze Clubes e tornando-se, o nº 1.
  • Em 9 de Abril de 1945 por despacho ministerial, o Clube Nacional de Campismo transforma-se em Associação de Campismo de Lisboa. É então criada a “Comissão de estudos para a reorganização do Movimento Campista”, por iniciativa da Associação de Campismo de Lisboa e de várias outras Associações de campismo, composta por alguns campistas do Movimento.
  • Em 8 de Fevereiro de 1947, por sugestão da Associação de Campismo de Lisboa, a Direcção Geral de Educação Física, Desportos e Saúde Escolar nomeia uma nova Comissão Administrativa para a Federação Portuguesa de Campismo, com o objetivo de remodelar a orgânica do campismo. Essa comissão estabelece as bases dessa remodelação extinguindo as Associações Regionais para dar lugar a clubes, dos quais o primeiro que se constituiu foi o nosso clube, o CLUBE DE CAMPISMO DE LISBOA (CCL)
  • Em 3 de Março de 1947, o Clube de Campismo de Lisboa passou a ter a sua sede na Rua Rodrigues Sampaio, 78 - 2º. Nessa data atingiam-se 60 associados.
  • Em 7 de Maio de 1947 organiza a sua primeira Assembleia Geral, na sede da Associação Cristã da Mocidade (ACM) no Triângulo Vermelho e foi presidida por Carlos Mendonça Freire, (autor da letra da “Marcha dos Companheiros”, hino do Movimento Campista, cuja música é da autoria do Maestro Fernando Lopes Graça), que desempenhou o lugar de Presidente da Mesa da Assembleia Geral do nosso clube, onde foi aprovada a constituição do Clube desde 11 de Janeiro desse ano e discutido, votado e aprovado o seu estatuto tendo vindo a ser aprovado superiormente pelo Governo Civil de Lisboa em 21 de Abril de 1948 por Alvará nº 11.
  • Em 17 de Junho de 1947 são aprovados os projectos do emblema e galhardete do CCL, da autoria de Ludovino Monteiro. Constitui-se também nessa data, o 1º Conselho de Equipas.
  • Em 17 de Abril de 1948, o CCL organiza um Acampamento da Primavera, na Quinta do Junqueiro em Carcavelos.
  • Em Março de 1948 é distribuído o 1º número do Boletim Companheiros.
  • Também em 1948 é promovido o ressurgimento do Coral Campista.
  • E ainad em 1948, abre um curso de francês (com 100 inscrições) para preparar a participação no Congresso do Campismo em França.
  • Em Agosto/Setembro de 1948, funciona pela primeira vez um campo de férias para sócios, na Quinta do Junqueiro em Carcavelos, onde pela primeira vez é eleita “Miss Camping” cabendo essa honra à companheira Julieta Martins.
  • Em 2 de Outubro de 1948 realiza-se o 1º Acampamento de Outono também na Quinta do Junqueiro, em Carcavelos.
  • Em 26 de Junho de 1949 é inaugurado, na Quinta de S. Gonçalo em Carcavelos, o 1º parque de campismo do CCL e do país, que passou a albergar tanto campistas nacionais como estrangeiros.
  • Em 25 de Outubro de 1949, o CCL passa a ter a sua sede na Rua da Misericórdia, 137 - 2º em Lisboa.
  • Em 21 de Janeiro de 1951, são inauguradas as “casas abrigo” (modo de fazer campismo no Inverno), do Moinho do Penedo e Mata dos Cedros, ambas cedidas pela Câmara Municipal de Lisboa.
  • Em 17 de Junho de 1952 é inaugurado o parque da Costa de Caparica, através de cedência de um pedaço de mata nacional (devido às diligências do nosso sócio Francisco Lyon de Castro).
  • Em Agosto de 1953, realiza-se o 1º Rali do Sol, no nosso parque da Costa de Caparica, a maior manifestação de Campismo em Portugal, até então, (com a presença de + de 350 campistas nacionais e estrangeiros).
  • Em Novembro de 1953 é inaugurada a “casa abrigo” do parque de S. Gonçalo.
  • Atinge-se, no fim de 1959, 873 associados. Neste mesmo ano, são criadas duas classes de ginástica, orientadas pelo professor João Gonçalves Mariano que, durante aproximadamente três décadas, foi sócio número 1 do CCL.
  • Em 24 de Maio de 1969 é inaugurado o parque de Almornos, e nessa mesma data é entregue o primeiro emblema de ouro do Clube ao Companheiro José Barreira.
  • Em Janeiro de 1970 é oferecido ao clube pelo seu proprietário, Dr. Luís António dos Santos, um terreno com 75.000 m2 no Algarve, próximo de Portimão (onde actualmente funciona o nosso parque de Ferragudo).
  • Em 1971 O clube atingia 9.500 associados.
  • Em 25 de Abril de 1974 no Boletim Companheiros nº 64, no seu editorial, pode ler-se: “Liberdade: Liberdade de reunir os amigos, de confraternizar, de debater os nossos problemas. Liberdade de reivindicar o nosso contexto turístico do país, como organismo promotor de CAMPISMO E DE TURISMO POPULAR OU SOCIAL”.
  • Em Dezembro de 1974 é cedido ao nosso clube pela Direção-Geral dos Serviços Florestais uma faixa de terreno; junto à Praia da Saúde, entre os parques de campismo, que se denominará de parque da Costa Nova.
  • Em 25 de Agosto de 1976, é cedido oficialmente ao CCL o Forte do Abano, no Guincho.
  • No final de 1976 o CCL atinge 18.950 associados.
  • Em 1977, inicia-se o plano de negociações para a aquisição do Parque de Melides, Concelho de Grândola.
  • Em 1977 é concedido o galardão de Grau Prata de Mérito Turístico ao CCL pelo Secretário de Estado de Turismo.
  • Em 1977 o boletim “Companheiros” obtém Medalha de Prata com Menção Especial na Exposição do C.C.P.
  • Em 1978 o CLUBE DE CAMPISMO DE LISBOA é considerado Pessoa Colectiva de Utilidade Pública.
  • Em 1978 é inaugurado o Parque da Costa Nova, através da organização dum Acampamento de Juventude do CCL, de âmbito Nacional.
  • Em 5 de Julho de 1980 é inaugurado o Parque de Melides.
  • Em 2003, o CCL inicia a concessão do parque municipal de Campismo do Gameiro em Mora, integrado no parque Ecológico onde se situa o Fluviário de Mora.
  • No ano de 2009, o CCL conseguiu a realização de um sonho acalentado há mais de quatro décadas. Por cedência de um edifício, com a dignidade que o Clube merece, pela Câmara Municipal de Lisboa cujo feito em muito se deve ao seu Presidente de então, Dr. António Costa.
  • Em 2010, o CCL inicia a concessão do parque Municipal de Campismo de Campo Maior.
  • Em setembro de 2013, é inaugurada a Sede Social, Desportiva e Cultural, pelo Dr. António Costa que tece rasgados elogios pelo cuidado empregue, na preservação da identidade do edifício dando uma particular brilho e dignidade a uma das mais importantes entradas da Cidade de Lisboa.
  • Em dezembro de 2020, é atribuída, pela Câmara Municipal de Lisboa, a Medalha Municipal de Mérito Desportivo ao CCL, numa cerimónia realizada nos Paços do Concelho de Lisboa, com a presença do Presidente do Município - Dr. Fernando Medina.


Seguindo o exemplo desses homens e mulheres que a passos curtos mas firmes, tiveram o engenho e a arte para edificar um movimento que mobilizou muitas vontades no sentido de criar estruturas que, respeitando os valores ecológicos e da natureza, permitiu lançar as bases para a prática de Acampamentos e do Desporto Popular que ainda hoje, defendemos.

Foi no seio deste Movimento, que se foi reforçando o Associativismo Popular organizado que apesar do controlo do Estado e das perseguições a muitos dos seus dirigentes, nunca se vergou ao Estado Novo e fez o seu caminho fazendo escola de homens e mulheres de referência, no Desporto, na Cultura e nas Artes.

Durante estes anos o Movimento Campista cresceu e com ele desenvolveram-se regulamentos e até “mandamentos”. Conseguiu-se o seu enquadramento na ordem jurídica do País e serviu de suporte a tantas famílias que, pelos fracos recursos não teriam alternativas tão confiáveis, para a prática desportiva ou seu lazer ao ar livre.

O Campismo é uma atividade saudável, ecologicamente recomendável, que respeita os valores da natureza, mas também do Humanismo, onde se cultiva o Companheirismo e a Solidariedade Fraterna.

É neste quadro que, com dedicação, sentido de responsabilidade e grande confiança, encaramos o futuro.

Neste singular momento, em que recordamos 80 anos de existência, só poderíamos estar em festa, lembrando que:

Sendo o Clube pioneiro do Campismo, gerou novos Clubes para o Movimento Associativo e, durante oito décadas, desenvolveu o conceito de Campismo, não só no âmbito desportivo mas complementando-o também, como aperfeiçoamento físico, moral e intelectual.

Pela devida homenagem e reconhecimento aos antigos Dirigentes que, paulatinamente mas com muita determinação, desenvolveram os fins do CCL.

O reconhecido exemplo dado pelos seus Órgãos Sociais, na cooperação leal e fraterna, na interação e na complementaridade entre Órgãos que, através do respeito pela esfera de competências de cada um, tem potenciado e melhorado a gestão do nosso Clube.

Poder contar com Sócios que, através da prática de salutares actividades e da nobreza da sua disponibilidade, integram Comissões de Apoio ao Conselho Diretivo nos parques do Clube, bem como grupos de sócios que, através da sua singular iniciativa, com uma exemplar dedicação e permanente disponibilidade, igualmente, dão corpo a todas as Secções Culturais, Desportivas e Recreativas do CCL, engrandecendo o seu património humano, constituindo uma Rede Colaborativa de Excelência.

O CCL sente orgulho do seu quadro de profissionais de eleição, que souberam apreender a cultura Associativa e, simultaneamente, a par da sua evolução na carreira profissional, vêm marcando o seu desempenho com uma dedicação humanista que, reconhecemos e estimulamos.

Com mais de 90.000 Associados, promove a prática do Campismo e possui sete parques de campismo num verdadeiro ecletismo territorial.

O conceito de Solidariedade, no âmbito dos Clubes de Campismo, não é palavra vã.
Por tudo isso,

VIVA O MOVIMENTO ASSOCIATIVO DESPORTIVO CAMPISTA!

O CCL ESTÁ EM FESTA!

PARABÉNS AO CCL!

 

Parcerias

Pesquisar

Novos Utilizadores
RegistoRegiste-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos para sóciosFormulario de novo registo
 

Agenda (Act.Gerais)

Agenda
Arquivo
< Janeiro 2021 >
S T Q Q S S D
28 29 30 31 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
Nenhum evento